sábado, 18 de abril de 2015

Hart of Dixie - O que os meus olhos andam a ver


Começar a ver a série Devious Mains não me chegou.

A série é divertida, leve, descontraída, mas eu estava a precisar de algo que me toca-se! Tipo Gossip Girl! 

Fui à minha lista de séries que quero ver, e os meus olhos ficaram presos na Hart of Dixie. Para além da óptima classificação que tem no IMDB de 7,8, tem uma actriz que eu adoro, a Rachel Bilson.
Ela também participa na série The O.C., e andei a vê-la durante tanto tempo que me afeiçoei à rapariga. Ainda por cima já a vi em mais filmes, super divertidos, e achei que não me iria desiludir.
E, para juntar aos prós, estava o facto de esta série ser dos mesmos produtores de Gossip Girl! Podia estar em melhor caminho?

Pus-me a ler os comentários no wareztuga à série, e apercebi-me que a série tinha sido cancelada. Logo por aí fiquei desmotivada. Não queria começar a ver uma série e depois ficar coma história a meio, como já me aconteceu tantas vezes. Mas depois li um comentário que dizia que tinham dado um final digno à série, não deixando pontas soltas, e aí convenceu-me.

E digo-vos, esta actriz não desilude mesmo! Já estou com vontade de ver o próximo episódio! (acho que vou deixar Devious Mains para ver só nas horas das refeições)
 



Então, num resumo muito rápido deste primeiro episódio, Zoe Hart tem como sonho ser cirurgiã cardiovascular (penso que seja isso) tal como o seu pai. A mãe é contra este seu sonho, preferindo que ela fosse modelo, e o pai não lhe liga nenhuma.
No dia em que faz um discurso na sua formatura, um senhor chamado Dr. Harley Wilkes vai ter com ela e propõe que ela vá trabalhar para a sua clínica geral, mas ela recusa, porque queria ir para o Hospital seguir o seu sonho. 



Porém, a coisa começa a correr mal. O seu namorado e colega de trabalho termina com ela, e ela não é promovida como esperava, tendo sido sugerido pelo seu chefe de cirurgia que fosse trabalhar para uma clínica geral, a ver se ela começa a dar mais atenção aos doentes e a não se focar somente no trabalho.
 

Ao longo destes 4 anos em que ela está no hospital a tentar a sua sorte, todos os anos recebe um postal do Dr. Harley, que mantém a sua proposta. E ela resolve, ao fim de 4 anos, agarrá-la, a ver se consegue ainda salvar o seu sonho.

 


E aqui começa a sua jornada, indo para uma terra no meio do nada, Bluebell, deixando a sua bela cidade, Nova Iorque.
As coisas aqui não se revelam fáceis. Toda a gente conhece toda a gente, descobre que o Dr. Harley faleceu e lhe deixou a clínica, vai viver para uma cabana que não tem as melhores condições, divide o seu gerador com outro rapaz, ficando volta e meia, sem luz.

 

Na clínica começa a fazer asneiras, e os pacientes não querem nada com ela. 


 

Mas as coisas mudam quando a mãe dela resolvi ir buscá-la. Ela chega mesmo a convencer Zoe a voltar para casa. Que ali não era o lugar dela. Ela não pertencia aquela mundo!
Mas uma emergência surge, e uma rapariga grávida precisa, com urgência, da ajuda dela, e só mesmo ela a pode ajudar.



Com isto, a maneira como as pessoas a vêem muda, e, aqui, Zoe descobre que toda a sua vida não passou de uma mentira. Que a mãe a enganou, e que o seu verdadeiro pai não é a pessoa que ela sempre achou que era.

 



Curiosos?
Oh, eu estou, muito! E espero não me desiludir! Quero viciar-me nesta tanto quanto fiquei com Gossip Girl. Espero que os produtores não me desiludam!
Já soltei umas quantas gargalhadas, e espero que esta comédia dramática me faça soltar muitas mais! :)