segunda-feira, 13 de abril de 2015

"Mas para vocês, o que é o amor?" - Opinião

Terminei de ler este livro ontem à noite. E hoje foi um dia complicado, e após fazer a mala, viagem e fazer um trabalho, só agora consegui vir ao blogue escrever a minha opinião sobre este livro.


"Mas para vocês, o que é o amor?" é o romance de estreia da autora NacyKay Shapiro e só tenho a dizer-vos que é um dos melhores que li!


www.wook.pt/ficha/mas-para-voces-o-que-e-o-amor-/a/id/205063/?a_aid=526afaca39d15
Adquirir Online AQUI


Comprei este livro por curiosidade, e esperando outro tipo de história.
Fui surpreendia quando, ao iniciar a sua leitura, me apercebi que é uma história de dois gays!
As personagens principais são o Seth e o Jim, mas destaco o Seth, pois a sua história de vida é toda analisada.
Neste livro temos não só uma bonita história de amor, mas muito, muito drama.
Começo por avisar que não é qualquer pessoa que consegue ler este livro. Para começar, tem que ter a homossexualidade bem aceite na sua mente, porque, como não podia deixar de ser (parece que se tornou hábito entre os escritores), temos cenas de sexo neste livro, bem descritas, sem floreados. E sexo entre dois homens ainda não é algo que tenha entrado na maior parte da mentalidade das pessoas.
Depois, preparem bem esses estômago, porque terão uma dose de violação, uma violação bastante cruel, macabra, nada fácil de ler, exploração, maus tratos, e assassinatos. 
Um livro bastante empolgante, como podem perceber.
E depois, segredos. Muitos e muitos segredos! Este Seth é um poço cheio deles! E andamos quase até ao final do livro a descobrir coisas. O que é bom, o ideal, para assim nos prender até ao seu fim.

Eu tinha vontade de devorar o livro, ao mesmo tempo que o queria ler calmamente, para saborear cada bocado. Foi uma luta interna intensa.

E o Seth é uma personagem fantástica! Misterioso, chocante, cheio de segredos, meigo, forte, lutador, que nos leva ao extremo da pobreza. E que nos dá a conhecer todo um mundo que nos é desconhecido, pelo menos a mim.
Com ele aprendemos que vale a pena lutar, não desistir, e que tentar viver numa mentira não é fácil. Ela acaba por vir ao de cima, e nós somos aqueles que saímos mais magoados da história.
Neste livro também tiramos a conclusão de que um filho é, sem dúvida, uma dádiva! E pode sê-lo em vários sentidos!

Deixei-vos curiosos?
Leiam a sinopse e corram a comprá-lo. Custa somente 3€! Aproveitem! E aproveitem também para abrir as vossas mentes a outros mundos, a outras realidades.

Não há sombra de dúvida que este livro me surpreendeu. Bastante! E que entrou para a lista dos livros que me marcaram.


www.wook.pt/ficha/mas-para-voces-o-que-e-o-amor-/a/id/205063/?a_aid=526afaca39d15Sinopse
Dois homens. Um amor perseguido pelas sombras do passado.

Jovem, arrojado, elegante: palavras que podem descrever Seth McKenna, artista em Manhattan. Seth estuda pintura e trabalha no meio artístico, onde encontra Jim Glaser, pelo qual se apaixona perdidamente e que o leva a acreditar que a redenção é possível. Por seu lado, Jim, que vivia ainda atormentado pela perda do grande amor da sua vida, surpreende-se com a intensidade dos seus sentimentos pelo jovem pintor e está feliz por poder começar de novo.
Pobre, desprotegido, acossado: palavras que podem igualmente descrever Seth McKenna, estudante em Drinkwater, Nebrasca, filho de uma fanática religiosa que, após a morte do marido, traz para casa o homem mais odiado e temido da zona. Para Seth, vai começar um pesadelo que o perseguirá para sempre.
Entre o passado traumatizante no Nebrasca e o presente apaziguador em Nova Iorque há agora apenas um elo: Cassie, a irmã que Seth deixou para trás, companheira nos raros momentos de felicidade e nas recorrentes descidas ao inferno.
No dia em que Cassie chega a Nova Iorque, sem aviso prévio e com demasiados segredos na bagagem, o mundo reinventado de Seth ameaça ruir.


Número de páginas: 432


Citações que destaco:
"Sempre que fico excitado, o meu cérebro vai pela janela fora."
"Uma pessoa podia mudar tudo no mundo pelo simples facto de existir."
"Tenho andado a treinar e a treinar, para depois te beijar a ti como deve ser."
"Porque é que fiz mal em acordar-te com uma queca lenta e meiga, mas fiz bem em penetrar-te como se fosse um martelo pneumático (...) Todos nós gostamos de sexo à bruta, de vez em quando."
"Podia-se comprar sexo.Mas partilhar o sofrimento sincero e sem restrições de outra pessoa era algo que não estava à venda e isso tornava-o absolutamente precioso."
"Não pode possuir o passado dele e ninguém conhece o futuro."
"Dentro da sua ingenuidade, ela era muito astuta."


E tendo em conta o tema do livro, lembrei-me de uma música. Do seu vídeoclip. Acho que é merecido nesta publicação :)



1 comentário:

Dora disse...

Eu comecei ontem e li 4h seguidas. Hoje já li mais um bocado.
Estou a gostar imenso e também paguei os 3€.