domingo, 24 de maio de 2015

A inspiração comanda-nos

Nós não comandamos a inspiração. Era bom que assim fosse, era. Mas essa não é a realidade.
A realidade é que a inspiração é que nos comanda.
Quando mais necessitámos dela, ela prega-nos partidas, como se tivesse ido passar umas férias. Por vezes, longas férias. E nós lá ficámos à espera que ela resolva voltar.
Sentar em frente ao computador, de dedos no teclado, prontos a digitar, não resulta.
Sentar de caneta na mão, juntamente com o caderno à frente, também não.
O troque é, por onde quer que vamos, levar sempre um bloco e uma caneta atrás. Até para a casa de banho! Se arranjarem um à prova de água ainda melhor, que a safada da inspiração, por vezes, lembra-se de nos vir visitar no banho.
É como eu disse, não somos nós que mandámos nela. É ela que aparece quando quer. Com ideias geniais, com soluções que esperávamos há imenso tempo encontrar. E, quase sempre, aparece nos momentos menos apropriados.
E quando estamos a tentar adormecer, mas acabámos por ficar com a mente a fervilhar? Maldita inspiração que nos vem tirar o sono!

Por tanto, se tiverem uma ideia, corram logo a apontá-la! Um lenço de papel serve. E o importante é que apontem. Porque as ideias são raras, e a inspiração só aparece quando quer. Nós não somos dela.


Mafalda Alves

Sem comentários: