segunda-feira, 18 de maio de 2015

"Alguém Para Amar" - Opinião

Custou a chegar ao fim, porque raramente pegava nele, e quando pegava era para ler meia dúzia de páginas e ir dormir.
Porém, este fim-de-semana prolongado em casa serviu para me entusiasmar e devorar assim de uma vez, mais de metade do livro. E, claro está, a Jude não me desiludiu! :)

 
Tudo começa com um um suicídio inexplicável e pouco convincente para o seu namorado.
Jace, não conformado com o que se tinha passado e após descobriu um postal que tinha sido escrito à sua noiva, a marcar um encontro, resolve fazer de tudo para descobrir a verdade daquela noite.
Acaba a comprar uma antiga casa, Priory House, antiga e com fama de estar assombrada, coisa que se revelou verdade.
A história melhorou bastante com o aparecimento da sexy jornalista Nigh. A partir daí a história passa a ser contada, não só pelo ponto de vista de Jace, nas também de Nigh.
É nesta altura que tudo se começa a desenrolar, que surge uma interessante história de amor, diferente, com muitos fantasmas, investigações e mistério à mistura.
Confesso que andei o livro todo às aranhas! Nunca me passou aquele final pela cabeça e o suspeito foi alguém que nunca pensei.
E porque aparecem os fantasmas? Que eles desejam? Algo que também é revelado só no fim e que eu também não esperava.
Apaixonante, viciante, misterioso, cativante, o livro não desilude mesmo!
Adoro a Jude. É o segundo livro que leio dela, apesar de já os ter todos, e continuo a achá-la uma brilhante escritora! 


6351119Sinopse:
Jace Montgomery é um homem só. Passaram-se três anos, mas não conseguiu ainda ultrapassar o misterioso suicídio da sua noiva Stacy. Não voltou a interessar-se por outra mulher desde então e a família continua a culpá-lo pela sua morte. Ao folhear um dos antigos romances de Stacy, Jace descobre uma fotografia de uma casa com uma mensagem codificada. «Nossa, mais uma vez. Juntos para sempre. Até lá». O bilhete datava do dia anterior à morte dela. Obcecado pela necessidade de entender o suicídio de Stacy, Jace procura a propriedade - Priory House, uma enorme fortaleza de tijolo em Margate, Inglaterra - e compra-a.
Jace parte para Inglaterra determinado em descobrir finalmente a verdade. Não demora a perceber que a casa está assombrada por um obstinado fantasma, Ann Stuart, com quem se vê obrigado a lidar para resolver o mistério. Ann morreu em circunstâncias idênticas às da sua falecida noiva e ele tem um palpite de que existe uma relação entre ambas. Através das suas investigações e com a ajuda de uma bela jornalista, Jace vê-se forçado a estabelecer a conciliação entre a vida e a morte da noiva.
Alguém para amar é uma bela descoberta sobre o tempo e o amor da autoria de uma das romancistas mais acarinhadas pelos leitores de todo o mundo.  
Número de páginas: 310
Editor: Quinta Essência


Citações que destaco

"Ressona?
- Nunca estive acordado para o saber." 


"Sou gay. Não gosto de mulheres, sobretudo de uma mulher sensual que fica bonita até mesmo com roupa do dobro do seu tamanho. Uma mulher que ri e aprecia a vida, que é inteligente e divertida e a primeira com quem saiu nestes últimos três anos. Sim, sou gay quanto a isso."

"Julguei que era uma pessoa capaz de lutar, mas aparentemente sou cobarde."

"Era raro, mas, por vezes, acontecia conhecer-se alguém com quem falar, rir, brincar e... talvez ficar apaixonado."

"Quero um homem que seja capaz de amar."


Jude Deveraux

http://d28hgpri8am2if.cloudfront.net/author_images/4291_1445134.jpg
Jude Deveraux é autora de uma vasta obra, com mais de 30 títulos publicados, que marcam regularmente presença na lista dos livros mais vendidos do New York Times, incluindo First Impressions, Carolina Isle, Holly Always, Wild Orchids, Forever and Always, The Mulberry Tree, The Summerhouse, Temptation e Secrets. Os seus livros, bestsellers em vários países, já venderam mais de 50 milhões de exemplares em todo o mundo.
Jude Deveraux nasceu em 1947 em Fairdale, Kentucky. Licenciou-se em Arte na Universidade de Murray. Foi professora durante alguns anos, antes de se dedicar exclusivamente à escrita. Actualmente vive na Carolina do Norte.

Sem comentários: