quarta-feira, 21 de outubro de 2015

"Onde estão as Crianças?" - Opinião

Boa tarde, caros Soberanos!

E directamente de França chega-vos a minha opinião sobre o ultimo livro que terminei de ler, antes de vir.
O livro era um dos escolhidos para a TBR do terror, um dos que tinha escolhido para trazer comigo de viagem, mas acabei por o ler antes de vir. E ainda bem que o fiz, porque adorei-o!
Este deve ser o livro mais fino que tenho.
Estamos a falar de um romance policial com somente 200 pag., escrito pelas mãos da autora Mary Higgins Clark.



Onde Estão as Crianças?,
de Mary Higgins Clark



Este foi o primeiro romance policial escrito pela autora. Até essa altura, ela somente tinha escrito contos.

Pessoalmente, e sei que as opiniões são muito divergentes, adorei o livro.
Este livro conta-nos a historia de Nancy, uma mulher que, no passado, tinha sido condenada à câmara de gás, pelo desaparecimento dos seus dois filhos. Mas a testemunha crucial desapareceu e o caso foi "encerrado", digamos assim e deixado em aberto por falta de evidências. Mas, caso a testemunha voltasse a aparecer, ela voltaria a julgamento.
Porém, ela aproveitou que estava livre para recomeçar uma nova vida do zero, num local onde ninguém a reconhece-se, pintando o seu cabelo ruivo de castanho, para ajudar ao disfarce.
Ela tinha perdido a sua mãe num acidente, os seus filhos tinham sido macabramente mortes e o seu marido tinha-se suicidado. Fugir ao sofrimento era algo que ela realmente precisava. E ter fugido, recomeçado do zero, ter casado com Ray, um homem fantástico que conhecia o seu passado, e com o qual tinha dois filhos, foi crucial para a ajudar nesta sua luta interior para aproveitar esta segunda oportunidade que a vida lhe estava a dar.
Porém, uma certa manhã, o terror começa. Os seus filhos desapareceram e o seu passamento só vai para o facto de estar tudo a repetir-se de novo e de que eles vão aparecer, tal como os anteriores, mortos e dentro de água.
E é aqui que a historia começa. é aqui que a nossa cabeça começa a fervilhar, a tentar juntar peças, a tentar descobrir quem é o culpado.
Digo-vos que me enganou bem. As peças que eu juntei levaram-me para o culpado errado. O culpado que a autora queria que nos achássemos que fosse. E só a 1/4 do fim, quando a autora assim o decide, é que percebo que estava errada. é ai que certas pessoas começam a aperceber-se de certas coisas que os encaminham para o verdadeiro culpado. E, depois, é um frenesim e uma correria, na tentativa de ainda irem a tempo de salvar as crianças.

Estive entusiasmada o livro todo, senti a minha cabeça a trabalhar o livro todo. Até porque, aconteceu uma coisa, à qual não dera importância, e que podia ter apressado tudo aquilo a se resolver. Mas, na vida real, acho que teria acontecido o mesmo.
Pura e simplesmente, adorei  o livro! Acho que, finalmente, posso dizer que li um bom policial, que me agradou bastante e que me deixou entusiasmada para ler mais.
E ainda acrescento que a Nacy e o Ray formam um casal perfeito!

Este foi o primeiro livro que li da autora. Nem sei se os restantes serão tão bons como este, mas sei que este entrou nas minhas boas graças.
Não tinha mitas expectativas para este livro, até porque tinha ouvido opiniões desagradáveis sobre a autora, e talvez isso também me tenha ajudado a adorar tanto o livro porque, como não tinha grandes expectativas, foi tudo surpreendente à grande!



5 corujinhas - ADOREI!



Se querem começar a ler esta autora, sinceramente, este é um bom livro para isso. Fino, de leitura super rápida mesmo, fluida e bastante bom. Não o percam! ;)

E vocês, já leram alguma coisa da autora? Que acharam?
Deixem nos comentários. Adorava que me recomendassem mais livros dela :D



Onde Estão as Crianças?

Ver imagem originalPáginas: 200
Editor: Bertrand Editora
ISBN: 9789722526371Preço até à data: 15,50€

Sinopse:
Nancy fugiu ao sofrimento do seu primeiro casamento, à morte macabra dos dois filhos pequenos, às histórias de capa dos jornais e às chocantes acusações feitas contra si. Mudou de nome, pintou o cabelo e foi viver para outro sítio. Agora, feliz com um novo marido e dois filhos lindos, Nancy sente que pode por fim esquecer a sua história trágica e começar a acreditar em segundas oportunidades. Até que, uma manhã, olha pela janela para ver os filhos, mas encontra apenas uma luva vermelha e percebe que o pesadelo começou do novo…



Mary Higgins Clark
Mary Higgins Clark é autora de mais de trinta romances que obtiveram um êxito assinalável, tendo vendido mais de 150 milhões de exemplares dos seus livros em todo o mundo.

Foi secretária e hospedeira, mas depois de se casar dedicou-se à escrita. Com a morte prematura do marido, que a deixou com cinco filhos pequenos, a autora investiu na escrita de guiões para rádio e, depois, nos romances. Rapidamente se tornou um dos grandes nomes da literatura de suspense, conquistando os tops de vendas, a crítica e os fãs.

Foi eleita Grand Master dos Edgar Awards 2000 pela Mystery Writers of America, que também lançou um prémio anual com o seu nome. Já foi presidente da Mystery Writers of America, bem como do International Crime Congress.

Sem comentários: